sábado, 14 de julho de 2012

Entre Medos e Esperanças



O minha alma, espera somente em Deus, porque dele vem a minha esperança. 
Salmos 62:5
Na sexta, dia 13.07  teve mais uma seção de psicoterapia do garotão. Foi legal o garotão deu o maior baile na psicóloga, pois ele só mostrou quem realmente ele era quando a câmera foi desligada... muito engraçado!!!
Mas, uma coisa que me marcou muito foi uma dúvida que corroia muito o meu coração que finalmente tirei. Quando meu filho começou a falar,eu escrevi aqui que  a fala tem sido como a de uma criança que estácomeçando a falar (1 a 2 anos). Então perguntei a psicóloga se essa fala é porque ele está começando a falar ou é porque ele tem o cognitivo comprometido.

Ela me aliviou dizendo que o cognitivo dele está bem, que não dá pra medir a inteligência pela fala. E, que o que ele fala demonstra o quanto ele conhece mesmo, e que não é uma fala sem embasamento. Ela deu o exemplo dele contando de 1 a 9 na sala, ele poderia ter feito como todas as crianças, contado até dez, mas ele só falou o que estava escrito no quadro. É provável que ele tenha um desenvolvimento cognitivo normal.
Um alívio, né?

Mas a seção com a psicóloga foi muito legal. Pelo que entendi, a sessão é filmada, e nessa filmagem, a psicóloga depois mede a quantidade de interação visual, e com as intervenções, mede o progresso, ou seja, mede o aumento das interações visuais. Dessa vez, fui eu que filmei. Foi muito interessante, pois sabendo exatamente o que eu tinha que focar, eu me divertia em ver o esforço da psicóloga e o quanto o meu Garotão fugia. Ela só conseguiu um pouco de interação visual quando ela brincava com ele de boliche. Quando ele derrubava os pinos, ele falava “caiu!”, olhava pra ela e caía na gargalhada! Uma hora, ela pediu pra ele derrubar os pinos com a bola. O que o garotão fez? Pegou a bola e derrubou os pinos, segurando a bola... achei muito engraçado. Foi muito difícil não cair na gargalhada!

Estou ansiosa pra conversar com a psicóloga pra entender as intervenções. Acho que sou ansiosa demais, né? Mas, teremos aí duas semanas sem terapia, já que estarei viajando para terminar a minha pós. Então, só em agosto!