terça-feira, 6 de maio de 2014

Pintando o Sete (e a parede..)


Seja bendito o nome do Senhor, desde agora para sempre.

Salmos 113:2
O Carnaval de 2014 me deu um grande presente. Algo que eu esperava há muito que acontecesse. Várias vezes eu contei aqui no blog da dificuldade do Garotão fazer ‘registros’ (pintar, desenhar, escrever), e que ele vem ‘ganhando’ essa habilidade gradualmente.
Apesar disso, em casa, sempre foi muito raro ele querer usar o lápis (canetinha, giz de cera ou qualquer coisa semelhante), tanto que eu sempre sonhei em ver uma parede rabiscada. Parece sonho maluco, né? Mas, imagina, se ele rabiscasse uma parede, seria um sinal de que ele poderia estar começando a se interessar em fazer esses ‘registros’.
Bom, então, em pleno carnaval (marido viajando a trabalho, sem aula, sem terapia, sem muito o que fazer e crianças quase se matando dentro de casa), resolvi oferecer um giz de cera para o Garotão (4 anos 9 meses) e mostrar a parede (é, acho que sou a única maluca que ensina o filho a pintar a parede) e foi como se tivesse aberto um buraquinho numa represa que acaba se rompendo.
Começou com um risco, depois, apareceu um rosto. Logo depois, dois rostos. Outro rosto em outra parede. E, claro, a Princesa (11 meses na época) também entrou na brincadeira. E mamãe aqui, emocionada fotografando, registrando, filmando e claro, mandando para o papai.
E, a brincadeira de pintar a parede não ficou apenas em desenhar. Logo a parede virou um quadro. Garotão passou a registrar (de sua forma) a data. Também passou a encenar a aula que a tia dá na escolinha. “1, 2, 3, 4... 9, e com você, 10”, desenhando círculos ou números. Também numa parede só, apareciam nomes... E depois de desenhar, ele diz: “Agora é Enanuéi*”

Sim, agora eu tenho o sonho realizado de ter uma parede rabiscada (pela dupla) e voluntariamente, sem pedir. Pode até parecer uma bagunça, mas é um presente, é a minha parede dos sonhos, a realização dos sonhos de uma mamãe especial...