terça-feira, 20 de maio de 2014

Doando Leite Materno


Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando, vos deitarão no vosso regaço;

Lucas 6:38

Dia 19 de maio é o dia de Doação de Leite Materno e, justamente esse mês completa um ano que sou doadora.
Na época do meu Garotão, eu acabei não me informando e não participando dessa rede, mas quando a Princesa nasceu e eu vi que novamente eu tinha muito leite, resolvi me mexer e contribuir.
Quando comecei, eu retirava cerca de 90ml por dia. O banco de leite (BLH) só buscava em casa quando armazenava no mínimo 400ml.  Assim, eu conseguia que eles buscassem em casa toda semana.
Com o tempo, o volume retirado foi aumentando (leite materno, quanto mais se ordenha, quanto mais se tira, mais se tem) e cheguei a 400ml num dia! Quando conseguia essa marca, eu ficava muito eufórica. Eu também fazia um estoque de leite para a Princesa, pensando em urgências (como por exemplo, se o Garotão ficasse doente e eu tivesse que ficar no hospital com ele – Graças a Deus, isso nunca aconteceu!)
E, enquanto isso, a Princesa mamava, mamava, mamava, engordava lindamente!
Eu tinha uma certa rotina: “economizava” uma mama durante a noite, acordava e ordenhava.. geralmente conseguia armazenar cerca de 200ml numa mama. Depois dessa mama, eu ordenhava o que ‘restou’ da noite da outra mama. Depois, a Princesa acordava, mamava, mamava e mamava
Logo a Princesa fez seis meses e começou a introdução alimentar e o meu medo era que a redução das mamadas da Princesa também reduzisse a quantidade de leite ordenhada para a doação. Aos poucos a quantidade de leite ordenhada foi caindo mesmo, mostrando que a produção de leite materno realmente está condicionada à necessidade do bebê. Estava em média retirando cerca de 100ml por dia.
Quando a Princesa entrou na escola, a quantidade baixou ainda mais. Agora estamos ordenhando na faixa de 50ml por dia, às vezes consigo uma ‘descarga de ocitocina’ que faz ter uns milagrinhos de 200ml numa ordenha.
Doar leite pra mim é algo fantástico. Me faz muito bem. Sempre penso nos bebezinhos que estarão recebendo. Oro por eles, pela saúde deles e peço que o Senhor abençoe cada gota de leite que Ele me deu. Penso também em quantos irmãozinhos de leite a Princesa tem circulando por aí.
E, eu gostaria muito de ver os bancos de leite de nosso país cheios, que todos os bebezinhos pudessem receber o leite materno, que todas as mamães que tenham fartura, possam doar com tranquilidade. Gostaria que todas as maternidades, públicas ou privadas tivessem um banco de leite para receber leite doado e também para orientar as mamães que tem dificuldade com a amamentação.
E assim, gostaria de marcar essa data tão especial:
19 a 23 de maio – Semana da Doação de Leite Materno
Maio – Um ano como doadora!