segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Em busca dos Sonhos


Lutando pelo direito de pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA) na Serra (ES)

Lembrai-vos, porém, dos dias passados, em que, depois de serdes iluminados, suportastes grande combate de aflições.
Não rejeiteis, pois, a vossa confiança, que tem grande e avultado galardão.
Porque necessitais de paciência, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, possais alcançar a promessa.
Hebreus 10: 32, 35-36

Sábado fomos pela primeira vez em uma manifestação pelos direitos das pessoas com autismo. Eu quase não conheço crianças autistas e nem pais autistas por aqui, e foi uma ótima oportunidade para conhecer famílias que passam por desafios semelhantes aos nossos.


Nessa passeata, fomos divulgar a 1ª. Audiência Pública com o Tema: “Construção de Propostas de avanços no tratamento de pessoas com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA)”, que será amanhã.
Sabe o que eu sonho para o nosso município em relação ao autismo? Não, não é só pelo Garotão. Mas, por todos...
- Sonho com um centro de tratamento para o autismo, com todas as modalidades possíveis num mesmo espaço: neuropediatra, psicólogo, terapeuta ocupacional, psicopedagogo, fonoaudiólogo, hidroterapia, equoterapia, musicoterapia, artes, educação física, esportes... Além de atendimento a pais, irmãos e familiares do autista. Isso aqui em nossa cidade, e mantido pela prefeitura.
- Sonho com atendimento especializado no contra-turno em TODAS as escolas. É tenso você ter que se deslocar para outras escolas, distantes de onde você mora para ter esse acompanhamento;
- Sonho com vaga na escola pública para TODAS as crianças autistas. O Garotão tem um coleguinha que não está na escola simplesmente porque não tem vaga para nenhuma criança mais... Poderíamos ter uma prioridade, não?
- Enquanto o centro de tratamento não fica pronto, poderíamos ter direito a transporte para o nosso tratamento. Eu passo com o Garotão cerca de 2h por dia em deslocamento para o tratamento. Isso porque vamos de carro. Imagina se tivéssemos que ir de ônibus?
Bom, isso só para começar. Dia 26 teremos um encontro com os outros pais de autistas e ir em busca de nossos direitos. Será muito bom conhecer mais companheiros de luta, nos aproximar e assim nos ajudarmos ainda mais. E também garantir que outras crianças também tenham esses direitos!!!

Vamos lutar então?