terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Comemorando o Natal 2012



Esse Natal foi (tá sendo) incrível! Desde a noite de ontem até hoje passamos por diversas emoções que fica até difícil relatar... Mas, vamos tentar, né?

Ontem saímos para a festa de Natal da família do meu esposo. É uma festa linda, junta a família toda, tem um culto lindo... Além desse momento de culto, é uma oportunidade de encontrarmos todos os membros da família (que é uma família muito, muito grande). Falamos com o Garotão que iríamos para a Festa de Natal e iríamos ver o vovô. Porém a festa era na casa de uma das tias do meu marido, portanto, uma rota bem diferente do que ir para a casa do vovô. Quando pegamos a nova rota, Garotão (3 anos 7 meses) começou a protestar. Explicamos de novo pro Garotão que iríamos ver o vovô em outra casa...

Durante a viagem, o Garotão dormiu, mas ao chegar na casa, foi acordando aos poucos. Logo começou a ganhar presentes. O primeiro que ele ganhou foi um Pequeno Engenheiro. Ele abriu e curtiu bastante. Ficou um tempão brincando. Os primos foram chegando e querendo se achegar pra brincar com ele. Inicialmente, deu trabalho pra que ele deixasse os primos se aproximarem, mas no final das contas, ele deixou um priminho brincar. Depois, um outro primo tentou chamá-lo pra brincar diversas vezes, mas nada o Garotão recusou mesmo. Fiquei até com pena, pois ele até empurrou o priminho... Tentamos mostrar pro Garotão que ele podia falar somente “Não” que o primo ia entender que ele não queria brincar.

Quando o vovô chegou, ele mudou completamente o humor. Aquele menino sonolento abriu o sorriso quando viu a tia chegar. Mas, não abriu o sorriso pra tia, ficou olhando por cima dos ombros dela procurando o avô. Quando viu o vovô, foi uma festa! Ele logo voltou a correr, a fazer a farra que só o Garotão sabe fazer.

Mas, a casa foi enchendo, enchendo, os primos, os tios, todos chegando e o Garotão começou a ficar nervoso... De repente, ele começou a ter crises de birras, sem explicação. Não conseguíamos entender o que é que poderia estar deixando o Garotão tão nervoso. Seria o Calor? Seria a quantidade tão grande de pessoas? Não conseguíamos compreender a razão do nervosismo do Garotão... com isso, quase não conseguíamos cultuar com todos... Mas, assim que o culto acabou e fomos pra uma varandinha onde o vento circulava melhor, o Garotão voltou a ser o Garotão de sempre, a correr, fazer farra e curtir. Principalmente, quando começaram os fogos de artifício (mesmo antes da meia noite), ele olhava encantado... e ria, brincava e começou a apontar, dizendo: “Alá!” Gente, foi uma coisa incrível de linda! Depois desse momento, a festa pra ele começou. Ele curtiu os presentinhos novos, até viu a priminha brincar de desenhar e foi ficar pertinho dela... 

Mas, quando foi dando 1h da manhã, ele foi arriando e dormiu no carro mesmo...
Outra coisa que não foi muito legal pra mim foi o quanto eu estava me sentindo inchada... Mesmo com apenas 28 semanas, eu me sentia como se já estivesse com quase 40 semanas... pesada e incompetente, não tem? Sentei-me na varandinha do ventinho e ali grudei... apesar desses dois momentos chatos, a noite de Natal foi linda, incrível, encantadora... Afinal, o Aniversariante estava com a gente ali, né?

O dia 25 foi o dia do almoço com a minha família. Passamos a manhã toda preparando o grande almoço. Minha família chegou bem cedo pra ajudar. Garotão ficou um tempão brincando com o meu pai, divertiram-se abessa... Depois, servimos o almoço, comemos bastante e fomos abrir os presentes (eu, novamente, me sentindo incompetente: não consegui nem arrumar a cozinha depois... ainda inchada, sem ânimo nem pra levantar do sofá).
Que delícia Garotão entregando os presentes... Muito fofo... ele entregava e dizia: Vovô! Vovó! Titia! E, quando ele abria os presentes dele, ele não queria largar mais para abrir um próximo presente. A grande cena foi quando abriu um presente que o papai deu: a maletinha pra guardar carrinhos, da Hot Wheels, que vira uma pista. Ele curtiu muito! Tanto curtiu que já conseguiu quebrar a alça da maletinha. O pai pegou pra consertar, e o menino criou a maior confusão. Chorou, resmungou, chorou... deu até dozinha... mas depois que pegou de volta, não queria largar mais... Agora, ele tá agarrado é com o “Seu Francisco”, o motorista do trator que ele ganhou do vovô.

E a princesa? Ganhou um monte de roupinha, ganhou um Garibaldi com filhotinho, enfim, também tá cheinha de presentes e, com essa festa toda, está pulando tanto, tanto, que mamãe está até com o estômago doendo!
Enfim, Natal 2012 foi muito gostoso... apesar disso, ainda sinto falta de apresentar/estar num musical de Natal exatamente nesses dias 24 ou 25... pois, é exatamente nesse momento que eu sinto que realmente estou fazendo uma verdadeira festa de aniversário pro Verdadeiro Aniversariante: Jesus!

Cantai ao SENHOR em toda a terra; anunciai de dia em dia a sua salvação.
Contai entre as nações a sua glória, entre todos os povos as suas maravilhas.
Porque grande é o SENHOR, e mui digno de louvor, e mais temível é do que todos os deuses.
Porque todos os deuses dos povos são ídolos; porém o SENHOR fez os céus.
Louvor e majestade há diante dele, força e alegria no seu lugar.
Tributai ao SENHOR, ó famílias dos povos, tributai ao SENHOR glória e força.
Tributai ao SENHOR a glória de seu nome; trazei presentes, e vinde perante ele; adorai ao SENHOR na beleza da sua santidade.
Trema perante ele, trema toda a terra; pois o mundo se firmará, para que não se abale.
Alegrem-se os céus, e regozije-se a terra; e diga-se entre as nações: O SENHOR reina. 
1 Crônicas 16:23-31