quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Como tudo começou...


Eis que os filhos são herança do SENHOR, e o fruto do ventre o seu galardão. 

Salmos 127:3


Bom, há 4 meses recebemos um diagnóstico que ninguém espera: nosso filho está no espectro autista. Bomba? Talvez, se não estivéssemos percebendo tantas diferenças no que deveria ser o desenvolvimento normal do nosso filho.
Tudo estava bem. Nosso filho com 1 ano e meio, estava crescendo, falante, dizendo palavrinhas de duas sílabas. Passamos o mês de novembro, férias do meu marido, quase que viajando o tempo inteiro. Foi um mês incrível, nos divertimos abessa. E, nisso, meu esposo passou um mês em casa.
Porém, no início de dezembro, meu marido voltou a trabalhar. E, como meu marido trabalha viajando, a ausência do meu marido de casa provocou uma reação muito estranha no meu filho: ele simplesmente parou de falar. De uma hora para outra.
Não nos preocupamos, apenas ficamos tristes por estarmos percebendo o quanto o pai fazia falta pra ele. Mas, achávamos que quando o meu marido voltasse, ele retornaria à tagarelice e ainda, prosseguiria o seu crescimento no incrível mundo da comunicação.
Meu esposo voltou 15 dias depois. E o meu filho não voltou a falar. Uma semana depois, meu marido viajou de novo, e o meu filho continuou calado. Ele simplesmente parou de falar. Comentamos com a pediatra sobre isso e ela dizia:”se ele já falou, ele vai voltar a falar”. E, que era normal ele ficar sem falar até os 2 anos. Então, tranquilos esperamos até os dois anos.
Meu filho continuava sem falar. As palavrinhas que antes eram ricas, à partir daquele momento ficaram restrita a resmungos incompreensíveis. A voz que acompanhava músicas, perdia os compassos e se restringiam aos gestos que iam se perdendo.
E, da pediatra veio mais um conselho: colocá-lo na escolinha, pois ela iria ajudá-lo a se desenvolver e, que na metade do ano, ele já estaria super independente e falante.
E, assim, matriculamos o nosso filho na escolinha da prefeitura, acreditamos que o nosso filho, em  Julho, estaria totalmente desenvolvido, no mesmo nível que todas as crianças!!