sexta-feira, 3 de julho de 2015

Cenas de Amor - Puro Coração


Jesus, chamando uma criança, colocou-a no meio deles, e disse: Em verdade vos digo que se não vos converterdes e não vos fizerdes como crianças, de modo algum entrareis no reino dos céus. Portanto, quem se tornar humilde como esta criança, esse é o maior no reino dos céus.
Mateus 18:2-4


Eu sou uma péssima cozinheira. De vez em quando arrisco alguma coisa, principalmente nos doces, mas pode ter certeza que não dá nada certo.... pode até ter um gostinho aceitável, mas definitivamente, não é minha vocação. Sou do tipo que erra até bolo de caixinha. Mas não se preocupem, aqui em casa se consegue se sobreviver com o arroz-feijão do dia-a-dia...
Mas, um dia desses inventei de fazer pudim... Às vezes eu não entendo como é que eu não acerto e resolvo tentar novamente. Então, depois de várias vezes não acertar, inventei de tentar de novo fazer um pudim.
Bom, era pra ser algo simples, né?
Até que saiu isso aqui:

Não parece, mas isso era pra ser um pudim...


Se assustaram? Pois é... fiquei triste, pensando em nunca mais fazer um pudim.
De repente, do nada, aparece um Garotão, lindo, olhando pra essa massa disforme e diz:
“Uau! Que lindo! Um Pudim! Lindo!”
Tá, acreditem. Lágrimas vieram aos olhos. Olhar puro, inocente, de puro amor. A beleza está em ver um pudim na mesa. Simples assim... Se encantou pelo fato de apenas se ter um pudim...
Garotão, meu desejo é que com seu crescimento você possa se desenvolver incrivelmente, mas nunca, nunca perca esse olhar puro, e esse coração cheio de amor...

Em tempo: Ele detestou o sabor.. Hehehehe... E, foi sincero: Quero não...