quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Recomeçando as buscas por terapia


Pereceria sem dúvida, se não cresse que veria a bondade do Senhor na terra dos viventes.
Espera no Senhor, anima-te, e ele fortalecerá o teu coração; espera, pois, no Senhor.
Salmos 27:13-14

Logo que Garotão teve o diagnóstico, ele foi bem encaminhado em todas as terapias, tanto que no ano passado, ele estava super bem acompanhado... E, estávamos achando que estava tudo bem, e que era só continuar...
Puxa, como estava enganada...

O tempo vai passando e algumas coisas vão mudando... Estávamos com uma fono que gostávamos muito. Mas, aí, ela passou em um concurso e foi embora. E, não conseguimos nos ‘acertar’ com a nova fono que entrou no lugar... Não que ela fosse ruim, só não nos acertamos.

Além disso, a dificuldade de fazer tarefas como usar tesoura, lápis, e ainda, a falta de noção de força e espaço (principalmente para se aproximar da irmãzinha) nos fez perceber que um Terapeuta Ocupacional faria muito bem para o nosso Garotão.
Então, fomos procurar esses profissionais por aqui.
E, recomeçamos a saga.

Não é fácil encontrar um profissional que tenha experiência em autismo... e vimos que a primeira fono foi apenas uma forma de Deus nos mostrar que Ele estava cuidando de nós. E, depois que ela foi embora, nos juntamos para buscar esses novos profissionais.
Fono temos bastante por aqui, mas especializado em autismo, são poucos. E, a minha surpresa foi em encontrar poucos terapeutas ocupacionais... Então, foi quase um mês ligando, ligando, ligando... e ouvindo apenas: “não trabalhamos com autismo”.

Mas, um dia, vimos uma clínica na lista de convênio do meu marido. Não demos muita atenção, porque nosso foco era nossa cidade, algo perto da gente. Essa clínica fica na capital. Ligamos. E, a surpresa: tinha profissional com experiência em autismo! Então, tentamos marcar: não, não tinha vagas!

Ficamos muito tristes! Meu marido ligou para o programa de atenção especial da empresa dele e a assistente social tentou entrar em contato com a clínica e nós fomos visitar a clínica.

Que linda!!! Num pequeno espaço, a clínica tem hidro, equoterapia, enfim, pra mim, era um sonho... E, quem nos recepcionou foi a dona da clínica, que é um doce de pessoa!
Não preciso dizer o quanto fomos cativados, né? A dona da clínica nos deu todos os caminhos para começarmos a buscar a autorização do plano e a busca por um horário. E, por uma coisa de Deus, o próprio programa de apoio especial também entrou em contato conosco para nos ajudar nessa busca.

Resumindo: em setembro, já estamos agendados para a primeira consulta de avaliação e encaminhamento para a equipe multidisciplinar!

Tudo é tão diferente quando Deus está à frente!!!