terça-feira, 27 de março de 2012

Hora de Comer


No dia 18 de março, fomos à palestra na AMAES. E, uma das coisas que a palestrante falou, foi sobre o desenvolvimento de alguns comportamentos em nossas crianças, chamados pivotais. Pelo que entendi, são comportamentos que são necessários que as crianças desenvolvam pra que possam ser capazes de realizar outras atividades (por exemplo, fixar atenção, ficar sentado, entre outros). Ela citou o exemplo de uma criança que não consegue ficar sentada nem para comer.

Aí, eu e meu marido percebemos que não estávamos ajudando muito o nosso filho nessa área. Ele come um pouco, e sai correndo. Aí, corre, volta, come uma colher, corre, volta, come uma colher... assim por meia hora.

Então, definimos que faríamos o seguinte: ele comeria sentado, na cadeira. E, se ele saísse, nós guardaríamos o prato e só voltaríamos com o prato se ele se sentasse na cadeira.
No primeiro dia, ele comeu só a metade do prato. Guardamos. Com o tempo, ele foi aumentando a quantidade que ele ia comendo. Inclusive na casa dos meus pais, ele só iria comer se estivesse sentado à mesa.

Estávamos felizes com as vitórias conseguidas, pois com o tempo, as quantidades iam aumentando, aumentando... até ontem.

Ontem meu filho se recusou a se assentar à mesa. Não queria de jeito nenhum. E foi meia hora de choro, choro, choro, e crise de birra auto-destrutiva... E, o pior, eu já estava com uma dor de cabeça danada...

Mas, hoje no almoço, tive uma surpresa. Chamei o meu filho para se assentar a mesa, ele veio e comeu todo o prato que eu tinha feito, e sentadinho! Fiquei super orgulhosa do meu garotão!!!

Estaremos trabalhando outras funções pivotais, mas por enquanto, estaremos firmando a questão de ficar sentado para comer! Assim, ele estará aprendendo que tem tempo para tudo, mesmo que seja o tempo de parar, assentar e comer, e 
depois, tempo de correr, brincar e se divertir!


Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.
Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou;
Tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar;
Tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar;
Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar;
Tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de lançar fora;
Tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar;
Tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz. 
Eclesiastes 3:1-8