quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Nova Clínica + Terapias = Correria


Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.
Mateus 6:34


Eu falei aqui que estávamos procurando um lugar onde Garotão poderia fazer as terapias todas juntas e que estávamos agendados, né?
Então...
Em outubro, o Garotão (4 anos 5 meses) começou o tratamento nessa clínica... A clínica realmente é ótima. Gostamos muito dos profissionais que tem lidado diretamente com o Garotão.
Quando ele fez a avaliação com a fonoaudióloga, ela ficou encantada. Não esperava que ele estivesse tão adiantado e falando tão bem. Superou todas as expectativas.
O Terapeuta Ocupacional também foi legal. Claro que ainda estamos conhecendo o trabalho dele, mas ele já demonstrou o quanto o Garotão é super tranquilo de trabalhar.
Com a psicopedagoga também tem sido um trabalho diferenciado e pra mim, até surpreendente. O Garotão não fica sozinho com a psicopedagoga. Ele tem alguns amiguinhos que fazem aula junto com ele e com isso, o Garotão tem aprendido muito! Fiquei impressionada o dia que fiquei assistindo a aula, e ela ‘pulou’ a vez do coleguinha. O Garotão lembrou e fez a tia passar a vez pro coleguinha! O único porém é que às vezes tenho a impressão que ela meio que ‘subestima’ o que o Garotão sabe. Como ele não é de falar muito e nem de escrever, nem sempre dá pra saber  o que ele sabe. Muitas vezes, temos que explicar para ela o que ele já sabe para que ela possa fazer algo à partir daí.
Uma coisa que é incrível nessa clínica é a possibilidade de assistirmos a tudo sem necessariamente estar presente, intervindo ou com a criança nos vendo presente. É tudo acessível, com janelas amplas, grades que nos permitem observar o quanto nosso Garotão se desenvolve. Assim, posso ter noção de como está indo realmente o tratamento do Garotão.
Apesar de tanta coisa legal, tem algo que está pegando um pouco: a correria. O Garotão está fora de casa todos os dias da semana, além das aulas regulares, ou seja: terapia de segunda à sexta. Eu fico pensando que, se eu sinto um imenso cansaço, fico pensando o que será que se passa na cabecinha do Garotão. Será que ele gosta? Ou apenas se acostumou? Ou será que ele preferiria ficar em casa?
Além disso, tem a Princesa! Nós duas vamos em tudo, todas as saídas... Como será que ela se sente? Será que isso faz bem pra ela? Eu, particularmente, não tenho a menor ideia... Não quero separar os dois, na verdade, eu não quero ficar longe dos dois. Quero sempre estar perto dos dois ao mesmo tempo. Não quero que nenhum deles sinta falta de mim, e nem se sinta preterido em relação ao outro. Quero que os dois sempre tenham no coração que podem sempre contar comigo.
Por isso, já decidimos algumas mudanças para o ano que vem: Garotão irá estudar pela manhã, o que nos deixará um tempo maior para terapias (afinal, a clínica funciona até às 19h, e não teremos que pegar o trânsito louco da manhã), e poderemos rearranjar de forma que tenhamos o máximo de terapias no mesmo dia. Do jeito que está, vamos fazer no máximo 3x por semana! Afinal, ele precisa brincar, não é?

Eita, essa vida cansa!! Mas, fico na expectativa de que estamos fazendo o melhor para ele!!!